Eu sou câncer. Ela é libra. Eu sou Lua. Ela é Vênus. Eu sou água. Ela é ar. Eu sou dela. Ela é minha.
Na boa, esqueça essas garotas que nunca te trouxeram sentido. Esqueça todas aquelas noites mal dormidas com pessoas vazias - Como se fossem papeis que se desmancham no amanhecer do dia. Corra atrás da que realmente importa, daquela que faz toda diferença. Daquela que, quando tudo parece desabafar, é o colo dela que você procura. Na maioria das vezes é quem você pergunta como foi o dia, e pra quem você diz como foi o seu. É ela. E você sabe.
Fred Medeiros.  

A gente pensa
que todos os dias
são iguais,
e quando olhamos para trás,
nada está do mesmo jeito.

A gente pensa
que os amigos
são para todos os momentos,
por estar sendo
o amigo que nunca teve.

A gente pensa
que nos conhecemos por completo,
e nossos olhares
se perdem
no reflexo de um espelho.

A gente pensa
que devemos curar
a alma das pessoas,
enquanto elas
não são capazes de enxergar
as nossas feridas
mais evidentes.

Sean Wilhelm.  

Preferia mil vezes me prender a você, do que em festas, e amigos. Mas infelizmente, você não é algemas.
Poxa, Bia.

Ele estava triste, e vê-lo daquele jeito doía mais que levar um tiro a queima roupa.
Bianca Menezes.

É possível amar a mesma pessoa uma vida toda. Se apaixonar infinitamente todos os dias, várias vezes ao dia, sempre. É possível sentir o sangue correr pelo corpo ferozmente ao ver o seu grande amor, sentir o frio na barriga, sentir o abraço e o beijo como se fossem os primeiros. É tudo possível quando se ama.
Reciteis. 

Escrever é tão perigoso. Quem já tentou, sabe. Perigo de mexer no que está oculto - oculto em suas raízes submersas em profundidades do mar. Para escrever tenho que me colocar no vazio. Perigo de se render as ciladas das palavras: as palavras que digo escondem outras - quais? Talvez as diga. Escrever é uma pedra lançada no fundo do poço.
Clarice Lispector. 

- Você está triste?
- Não, eu sou assim todo dia.
Caio Augusto Leite.

É, minha gente, temos muitos motivos para reclamar. A vida não é linear, não é um passeio de roda gigante, não tem um sabor adocicado todo santo dia. Se assim fosse, existiria algum sentimento ruim? Creio que não. Mas se não existissem sentimentos ruins será que teríamos vontade de mudar? É o que aperta o calo que nos faz querer ir mais além. É o que incomoda que nos sacode. É o que não está legal que nos motiva. É contraditório, eu sei, mas é o que nos empaca que nos impulsiona.
Clarissa Corrêa.   

Você sabe, eu te amo tanto.
Coldplay. 

Você que inventou a tristeza, ora, tenha a fineza de desinventar.
Chico Buarque.

Talvez eu continue meu caminho, chore, desabe nos cantos da cidade. Mas eu vou viver, vou ficar esperando que um dia numa tarde qualquer você volte, pelo menos pra dizer, “foi bom te conhecer”.
O Refúgio de Elizabeth Hill. 

Li esses dias uma frase que era tipo assim “a gente tinha tudo pra dar errado, e deu certo”. Tentei te encaixar no meio dessa frase, e dei risada porque por essa frase pra nós dois, é o mesmo que contar uma piada. Stubb, ainda não aprendi a ser imatura o suficiente pra entender o seu jeito. E você ainda procura um pouquinho de maturidade pra entender o meu. Você por acaso sabe fazer alguma coisa dar certo? Acho que sua sina é dar errado, Stubb. E a minha sina é tentar mudar a tua. Eu podia mesmo por aqui que a gente tinha tudo pra dar certo, mas, veja bem… A gente não tinha. Nada, nadica que pudesse dar pelo menos um pouco certinho. Até quem vê de longe, Stubb, conhece bem esse teu cheiro de cafajeste bem lavado. E eu sabia bem disso, acho que eu meio que tampei o nariz. Sabe? Você é meio tudo-pra-dar-errado e eu sou meio metódica. Eu quero tudo certinho e no lugar, e você estragou tudo.“Você tem belas coxas, Robin. É um belo mapa e um bom aroma pra seguir”. Você tem uma bela barba bem feita, Stubb, e um belo mapa e um aroma de cafajeste horrível pra seguir. Sabe aquele negócio de “só não deu certo nesse momento”? A gente não deu certo em nada.“Mudei de perfume, viu, Robin?” “Que interessante, mas a canalhice é sua essência.” “E as tuas coxas ainda são os meus mapas favoritos”. E o teu jeito de encrenca, Stubb, ainda é a coisa mais errada e péssima do mundo. Mas, infelizmente, todo yin tem um yang. E com a gente não foi nem um pouquinho diferente. Sabe o que é? A gente tinha tudo pra dar errado, e deu.
Robin and Stubb.

É amor, mais um dia passou, mais um dia que você se foi, mais um dia que reinventei minha vida sem mais duas pernas me acompanhando, mais um dia de tantos outros que virão… mas acima de tudo, é mais um dia em que descubro que vivo por mim e não por “nós”, em que vejo que minhas horas não passam só porque você quer, o tempo passa, o natural da vida, e tantas outras coisas naturais que eu julguei não mais acontecerem devido a sua ausência continuam acontecendo normalmente, e é por isso que eu enxergo, não morri de amores, no máximo desmaiei, mas tudo certo, acordei e tô levando muito bem sem você por aqui. Foi uma viagem muito louca, obrigada pela carona, cheguei no ponto em que eu mereço ser feliz e você? Que siga seu rumo por aí.
Clara Brandão

theme por: romanceais